quinta-feira, 17 de março de 2011


 
"É tão estranho te olhar nos olhos e ver na minha frente tudo o que eu sempre quis... realidade ou produto de minha idealização?? Não sei... Sempre acreditei que nada é por acaso... No entanto, estou permitindo que as coisas passem a ser um mero acaso..."

Nenhum comentário: