sexta-feira, 10 de junho de 2011

 
 
Deixa eu desenhar minhas poesias no teu corpo
Sussurrar no teu ouvido as palavras sensuais que não escrevo
Beijar cada canto que arrepie como se fosse um verso
Fazer rimar meus sons com os teus...

Um abraço congela o tempo e aquece o coração!

Nenhum comentário: